TEATRO

CNPJ - Uma Comédia Totalmente Ficcional

O espetáculo é uma comédia irônica e mordaz sobre as relações de poder em um ambiente de trabalho: intriga, traição, inveja, assassinato. Até onde as pessoas vão para conseguir o que querem? A dramaturgia original é uma criação do grupo que usa como pano de fundo o mundo corporativo.



Ficha técnica
Direção: Daniel Colin
Dramaturgia original: Daniel Colin e Thais Fernandes
Assistência de direção: Thais Fernandes
Direção de atores: Denis Gosch
Elenco: Daniel Colin, Guadalupe Casal, Juliana Kersting e Ricardo Zigomático
Cenografia: Rodrigo Shalako
Figurino: Guadalupe Casal
Iluminação: Casemiro Azevedo
Trilha sonora pesquisada: Daniel Colin, Rafael Lopo e Ricardo Zigomático
Produção: Fio Produtora Cultural
Realização: Teatro Sarcáustico

“Passaporte para o Exílio” é a continuação de uma pesquisa iniciada pelo Teatro Sarcáustico com o projeto “PORTO: A Cidade Como Palco de Uma Anti-Diáspora”. A temática de ambos os projetos é a mesma: o êxodo aparentemente inevitável dos artistas gaúchos para cidades maiores, como Rio de Janeiro e São Paulo, com o objetivo de prosperar profissionalmente. Se em PORTO nosso foco foram as performances de rua com destaque para o significado dos espaços onde as mesmas aconteciam, em “Passaporte para o Exílio” a reflexão do tema tem como eixo a pesquisa performática através do hibridismo narrativo. "Passaporte para o exílio" é uma performance-transmídia.



Ficha técnica
Direção e Edição do Vídeo de registro final: Thais Fernandes
Direção e Identidade Visual do Projeto: Ricardo Zigomático
Atores / Performers: Daniel Colin e Guadalupe Casal
Participação Especial: Douglas Dias
Antropólogo e orientador social: Rafael Lopo Martins
Cenografia: Rodrigo Shalako
Figurinos: O grupo
Diretor de Fotografia/Cinegrafista: Bruno Polidoro e Pedro Gusmão
Transmissão Streaming: Jefferson Pinheiro e Gustavo Türck
Produção: Guadalupe Casal

 

www.passaporteparaoexilio.blogspot.com.br

PASSAPORTE PARA O EXÍLIO 

Performance Transmídia

BREVES ENTREVISTAS COM HOMENS HEDIONDOS

 

O Teatro Sarcáustico dá voz a diversos homens, que respondem às perguntas de uma mulher ausente. Todos revelam seus segredos: são entrevistas hediondamente pessoais. "Mas por trás dos argumentos imorais, chantagens emocionais, fantasias sexuais e crises de relacionamento, há sempre um ponto fraco, um desejo de amor ou redenção". O espetáculo é baseado nos contos homônimos do vencedor do Prêmio MacArthur Fellowship, o norte-americano David Foster Wallace.
A montagem é resultado do Prêmio de Incentivo Pesquisa Teatral do Teatro de Arena de Porto Alegre ganhado pelo Teatro Sarcáustico.



Ficha técnica
Direção geral: Daniel Colin

Direção das entrevistas, concepção e atuação:
Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático,
e Douglas Dias

Atriz convidada: Tatiana Mielczarski

Cenário: Eder Ramos e Ricardo Zigomático
Figurinos: Daniel Lion
Iluminação: Carol Zimmer
Operação de luz: Maíra Prates
Trilha Sonora Pesquisa: Rafael Lopo, Daniel Colin e Ricardo Zigomático
Direção, edição e operação dos vídeos: Thais Fernandes

Coordenação de Produção: Fernanda Marques
Assistência de Produção: Cassiano Fraga
Produção internacional: Simone Buttelli

Realização e Produção Geral: Teatro Sarcáustico

O Teatro Sarcáustico dá voz a diversos homens, que respondem às perguntas de uma mulher ausente. Todos revelam seus segredos: são entrevistas hediondamente pessoais. "Mas por trás dos argumentos imorais, chantagens emocionais, fantasias sexuais e crises de relacionamento, há sempre um ponto fraco, um desejo de amor ou redenção". O espetáculo é baseado nos contos homônimos do vencedor do Prêmio MacArthur Fellowship, o norte-americano David Foster Wallace.
A montagem é resultado do Prêmio de Incentivo Pesquisa Teatral do Teatro de Arena de Porto Alegre ganhado pelo Teatro Sarcáustico.



Ficha técnica
Direção geral: Daniel Colin

Direção das entrevistas, concepção e atuação:
Daniel Colin, Guadalupe Casal, Ricardo Zigomático,
e Douglas Dias

Atriz convidada: Tatiana Mielczarski

Cenário: Eder Ramos e Ricardo Zigomático
Figurinos: Daniel Lion
Iluminação: Carol Zimmer
Operação de luz: Maíra Prates
Trilha Sonora Pesquisa: Rafael Lopo, Daniel Colin e Ricardo Zigomático
Direção, edição e operação dos vídeos: Thais Fernandes

Coordenação de Produção: Fernanda Marques
Assistência de Produção: Cassiano Fraga
Produção internacional: Simone Buttelli

Realização e Produção Geral: Teatro Sarcáustico

PORTO: A Cidade como Palco de uma Anti-Diáspora

 

 

 4 indicações ao Açorianos 2013

 

Melhor Espetáculo

Melhor Ator - Ricardo Zigomático

Melhor Atriz - Juliana Kersting

Melhor Dramaturgia - Daniel Colin e Thais Fernandes

thaisfernandes67@gmail.comTel: +55 51 9912.9232 (whatsapp) | Skype: thaisfernandes67